Decoração       Moda       Eventos       Gourmet       Viagens       Dicas

12 de março de 2014

REFLEXÃO DA SEMANA : SEGREDO PARA FICAR FELIZ

Já há algum tempo que não posto os textos de Padre Paulo M. Ramalho,  uma sábia pessoa que sempre traz dicas e reflexões muito importantes para ajudar a nortear nossas vidas.
Esse texto abaixo me chamou a atenção em especial e resolvi compartilhá - lo com vocês; espero que leiam, gostem e procurem colocar em prática em suas vidas !

" Olá a todos!
Eis a ideia para vocês refletirem ao longo da semana: “segredo para ficar feliz”.
Nunca me esqueço de quando li pela primeira vez o que um autor dizia sobre a fórmula infalível para ficarmos tristes: pensar em nós mesmos!

Dizia esse autor: “Quer ficar triste? Então...


"Feche-se no seu quarto. Rumine sem parar os seus cansaços, as injustiças e as mágoas que vem sofrendo; amasse tudo isso no seu coração durante vinte minutos e junte um pouco destes ingredientes do passado: saudosismos e recalques. Misture duas xícaras de apreensão pessimista sobre o seu futuro, acrescente três pitadinhas daquelas invejas pegajosas, coloque umas cerejinhas de rancor para servir de enfeite e leve tudo isso ao forno da autocompaixão durante trinta minutos. No fim, terá um bolo monumental de tristeza, demorará três dias para fazer a digestão e ficará mais deprimido do que uma ‘tartaruga neurótica’.” (R. L. Cifuentes,
 Alegria de Viver, Quadrante, S. Paulo 1993, p.34).

De fato, as palavras desse autor refletem uma grande realidade: se pensamos muito em nós mesmos, em pouco tempo estamos deprimidos!


Por outro lado, essas palavras nos despertam para a realidade oposta: o segredo para ficarmos felizes. E o segredo é este: pensar nos outros! Passar o dia inteiro pensando nos outros! Chegar ao fim do dia e perceber que não gastamos um minuto em dar voltas sobre nós mesmos.


O famoso filósofo Kierkegaard confirma o que estamos falando quando diz que 

“a felicidade é uma porta que se abre para fora”.

Relata um médico que há anos foi chamado para curar uma jovem de dezessete anos. Encontrou-a pálida, triste, magrinha. Tinham-na visitado diversos médicos sem nenhum êxito. “Adivinhei o mal; padecia numa gaiola dourada porque era muito rica, não tinha obstáculos que vencer, nem tarefa a que se dedicar. Disse-lhe que se preparasse para sair para dar uma volta”. A moça tinha interesse em saber o objetivo daquela saída, mas o doutor disse-lhe que era um segredo. O tratamento foi bem barato. Levou-a a visitar diversas famílias pobres. Um pouco de companhia e um pequeno presente, mais nada. Nessa manhã voltou para casa contente. À tarde, nova dose de visitas a pessoas necessitadas. Pouco custou para recobrar a saúde e a alegria. Dizia então o médico: o segredo do êxito radicava em ter descoberto algo muito antigo: a importância de pensar nos outros.


Vamos pôr em prática esse conselho! Vamos fazer o propósito de não gastar tempo pensando em nós mesmos, pois pensar em nós mesmos:

- é ficar encerrado na pequenez da nossa existência, mesmo que os pensamentos girem em torno a coisas positivas, nossos sucessos, nossos êxitos, nossas qualidades, nossas posses etc.
- nos leva inevitavelmente a pensar também nas coisas negativas: nossos fracassos, nossas derrotas, pessoas que não nos amam, defeitos e limitações que possuímos, conquistas que até agora não alcançamos etc.

Que passemos o dia pensando nos outros: pensando em ajudá-los, em servi-los, em alegrá-los, em confortá-los etc. Se vocês se esforçarem para pôr esse propósito em prática, podem ter certeza de que se tornarão pessoas muito mais felizes, descomplicadas, leves. " 





Um comentário:

Anônimo disse...

Nao concordo.A nao ser que uma pessoa seja extremamente narcisista e/ou, egocentrica, devemos SIM pensar nos outros porem NUNCA que este carinho ao proximo, ultrapasse o "degree" da nossa self defense....Pois haveria como consequencia, uma anulacao do EU em detrimento de nosso amor proprio tambem.Mas valeu. Bjs Tatiana

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...